Como adicionar o mapa do website ao Google Search Console

Criaste um website e pensaste que nunca mais ias precisar de mexer nele? Errado. Não basta criar um website e deixá-lo à espera que as pessoas o encontrem. Há um trabalho de otimização para motores de busca que precisa de ser feito. Tens de dizer ao Google o que contém o teu website e se não o fizeres corres o risco de o Google não indexar o teu site corretamente. Neste artigo com imagens, vou-te mostrar, passo a passo, como podes criar um mapa do teu website e submetê-lo no Google Search Console. 

1. O que é o Google Search Console?

O Google Search Console é uma ferramenta gratuita que te permite analisar o tráfego do  teu website e o seu desempenho nas pesquisas orgânicas. O Search Console é muito importante porque permite perceber como o Google está a ler cada uma das páginas do site e como o está a indexar nas pesquisas. Sendo o Google o maior motor de busca do mundo, a possibilidade de melhorar a aparência do teu website é de aproveitar! Neste artigo, vou falar-te especificamente de uma das opções de otimização do Search Console: a integração de um mapa do site (sitemap). É bastante simples e rápido. Vamos lá começar!

2. Como criar um sitemap XML?

A maneira mais rápida de criar um sitemap com o WordPress é usando o plugin Yoast SEO. Este plugin é gratuito e para instalá-lo basta aceder à aba “Plugins” na barra lateral da dashboard do  WordPress, clicar em “Adicionar novo”, pesquisar por “Yoast SEO” e clicar em “Instalar” e depois em “Ativar”. 

Com o plugin ativo, poderás aceder à aba “SEO” na barra lateral da dashboard do WordPress e navegar até “Geral” > “Funcionalidades”. No fim da lista, encontrarás o item “Sitemaps XML”. Deves clicar no ponto de interrogação e de seguida em “Veja o Sitemap XML”. 

Uma nova janela será aberta com o mapa do teu site. Deves copiar o URL dessa nova janela: esse é o mapa XML do teu site.

3. Como submeter o sitemap no Google Search Console?

O próximo passo é ir a https://search.google.com/search-console/. Se ainda não tiveres criado uma conta, clica no botão azul “Iniciar agora”. De seguida, vai-te ser pedido que escolhas o tipo de propriedade. Deves preferir o “Domínio” ao “URL” e introduzir o domínio do teu website, por exemplo, www.oteusite.pt

A janela que se segue irá pedir-te que valides a propriedade do domínio através do registo de DNS. Copia o código que te é fornecido para a configuração do DNS. Não feches esta janela, voltaremos a ela mais tarde.

Agora terás de aceder ao painel de controlo do teu alojamento. Se crias-te o teu próprio website, terás os dados de acesso no e-mail que indicas-te no momento da compra. Dependendo do tipo de alojamento que possuis, o teu painel de controlo poderá ser o cPanel, o Plesk ou o Hosting Control Panel (pesquisar por estes nomes no e-mail pode auxiliar no encontro das credenciais de acesso). 

Dependendo de qual é o teu painel de controlo, o próximo passo irá variar, mas o processo é o mesmo. No Plesk, na barra lateral, deves aceder a “Websites & Domains” e navegar até “DNS Settings”. Na nova janela, clicar em “Add Record”

Em “Record Type” selecionar “TXT” e em “TXT Record” colar o código copiado anteriormente da Google Search Console. Finalizar clicando em “Ok”. 

Regressa à janela do Google Search Console e clica em “Validar”. Se tudo tiver corrido bem, receberás uma mensagem no ecrã em como a validação foi bem sucedida. As alterações de DNS podem demorar algum tempo a ser aplicadas: se a Search Console não encontrar o registo imediatamente, aguarda um dia e, em seguida, tenta novamente.

Na Search Console, na barra lateral poderás agora aceder a “Sitemaps” e em “Adicionar um novo mapa do site” colar o URL que copias-te anteriormente através do plugin Yoast SEO. O URL do teu sitemap deverá ter este aspeto: https://oteusite.pt/sitemap_index.xml